Artigos e Vídeos Dr. Hélio Borges

Neuromodulação, uma realidade cada vez mais presente na psiquiatria

Publicado em 01/05/2019

O conceito de neuromodulação é amplo. De interferir seja com aplicação de energia elétrica ou eletromagnética no sistema nervoso, seja central (cérebro), seja periférico (os nervos sensitivos, motores e os que controlam as funções vegetativas).

Com a evolução da ciência farmacêutica e a grande sofisticação e influência da indústria de medicamentos, a medicina das últimas décadas dirigiu-se à ênfase da busca de uma “regularização química” das diversas disfunções e patologias que sofremos ao longo da vida.

 

Dr. Hélio Borges de Oliveira Passos

Médico (CRM 16.914) Psiquiatra (RQE 8913) e Psicoterapeuta (RQE 2024)

www.drhelioborges.med.br

Ficou para trás uma tradição médica que desde os idos da revolução científica buscava meios terapêuticos pelo uso de meios físicos, seja luz, seja eletricidade, seja magnetismo. Atropelado pela revolução química e as descobertas da genética, esta busca de “cura por meios físicos” ficou abandonado. Sem pesquisas, seus fundamentos e pressupostos sem um justo desenvolvimento acabaram nas mãos de uma gama de charlatanismo e pseudo-cientificismo que se renovam a cada geração.

Ocorre já há mais de uma década que meios terapêuticos físicos voltaram ao interesse da comunidade médica-científica. Nesta nova onda de pesquisa de como interferir fisicamente no cérebro, o aparecimento da Estimulação Magnética Transcraniana Repetitiva (EMT-r) como recurso terapêutico comprovadamente eficaz para o tratamento da depressão.

Na Estimulação Magnética somos capazes de atuar sobre o córtex cerebral com repercussões em áreas mais profundas do encéfalo podendo ativar ou acalmar uma dada região ou rede nervosa. A facilidade e a grande segurança do método ao longo dos anos foram sendo reconhecidas. Hoje é terapêutica usual incorporada à prática psiquiátrica moderna.

Esta tecnologia despertou a pesquisas por outros métodos e técnicas de interferência sobre o funcionamento cerebral. Assim, vemos surgir a já fartamente pesquisada Estimulação Elétrica por Corrente Contínua (tDCs) e a Estimulação Elétrica Por Corrente Alternada (tACs).

No tDCs uma corrente elétrica contínua, estável e de baixa intensidade (de até 2 mA) através do crânio modula a excitabilidade das sinapses conforme a polaridade da estimulação. Sob o ânodo ocorre facilitação da transmissão sináptica e sob o cátodo ocorre o oposto.

No tACs um padrão corrente elétrica de baixa intensidade e forma de ondas definida consegue estimular globalmente o cérebro de uma forma suave. Estimulando a produção de neurotransmissores, tem bons resultados na regulação do humor e particularmente no tratamento da insônia.

Todos os meios de Neuromodulação citados são passivos. Ou seja, o paciente recebe os impulsos que irão modificar seu funcionamento cerebral. Mas também pode ser incluída como Neuromodulação Ativa a técnica de condicionamento das redes neurais através da interação em tempo real com a leitura eletrônica das ondas cerebrais. Falamos aqui do Neurofeeback. Nesta técnica, através de sucessivos treinamentos com o auxílio de um monitor de ondas cerebrais, o indivíduo ativamente modifica sua conectividade neural. Esta técnica é especialmente valiosa no tratamento dos distúrbios da cognição e aprendizado.

Medicamentos continuam importantes, psicoterapias também. Mas com a combinação com as diversas técnicas de Neuromodulação a psiquiatria hoje tem um repertório muito mais rico podendo atuar nos diferentes aspectos do individuo.

ou
  • Horário de Atendimento

    Atendimento de 2ª a 6ª das 7:30H às 17:30H

  • Telefone

    (44) 3225-7566

  • Endereço

    Avenida Rio Branco, 942, Sala 10 - Centro Médico Rio Branco

    Zona 05 - Maringá - | CEP 87015-380

Copyright© 2020 - Todos os direitos reservados.

Todo o conteúdo do site, todas as fotos, imagens, logotipos, marcas, dizeres, som, software, conjunto imagem, layout, trade dress, aqui veiculados são de propriedade exclusiva. É vedada qualquer reprodução, total ou parcial, de qualquer elemento de identidade, sem expressa autorização. A violação de qualquer direito mencionado implicará na responsabilização cível e criminal nos termos da Lei. Avenida Rio Branco, 942 - Maringá - PR, CEP: 87015-380.